Respostas às perguntas frequentes

1.O que são plásticos biodegradáveis?

Plásticos biodegradáveis são materiais que se decompõem naturalmente no meio ambiente. Esse processo de decomposição ocorre quando microrganismos presentes no ambiente metabolizam e quebram a estrutura molecular do plástico biodegradável. Plásticos biodegradáveis podem e normalmente são produzidos a partir de biopolímeros, provenientes de matéria prima renovável como fibras vegetais, raízes como mandioca e cereais como milho e trigo. As normas nacionais presentes no documento da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) NBR 15488-1 definem o que são embalagens plásticas degradáveis e/ou de fontes renováveis.

2.O que são materiais compostáveis?

Materiais compostáveis são aqueles que se degradam através de processos de compostagem.
Existem normas que definem os processos para a compostagem e o tempo máximo de biodegradação para que plásticos sejam considerados compostáveis. A Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT NBR 15488-2 define o que são embalagens plásticas degradáveis e/ou de fontes renováveis e apresenta os requisitos e métodos de ensaio para compostagem. As normas da ABNT são baseadas na Norma EN 13432:2000 do Instituto de Normas Europeu, European Standards.

3.O que é compostagem?

Usamos aqui a definição do Manual de Orientação para Compostagem Doméstica, Comunitária e Institucional de Resíduos Orgânicos distribuído pelo Ministério do Meio Ambiente brasileiro:  
“Compostagem é o processo de degradação controlada de resíduos orgânicos sob condições aeróbias, ou seja, com a presença de oxigênio. É um processo no qual se procura reproduzir algumas condições ideais (de umidade, oxigênio e de nutrientes, especialmente carbono e nitrogênio) para favorecer e acelerar a degradação dos resíduos de forma segura (evitando a atração de vetores de doenças e eliminando patógenos). A criação de tais condições ideais favorece que uma diversidade grande de macro e micro-organismos (bactérias, fungos) atuem sucessiva ou simultaneamente para a degradação acelerada dos resíduos, tendo como resultado final um material de cor e textura homogêneas, com características de solo e húmus, chamada composto orgânico”. 
Veja o manual disponível clicando aqui.

4.Qual a diferença entre plástico compostável e biodegradável?

O plástico compostável é aquele que é capaz de sofrer decomposição biológica através de um processo adequado de compostagem. O plástico deve ser quebrado de modo a não existirem partículas visualmente distinguíveis transformando-se em água, dióxido de carbono, compostos inorgânicos e biomassa, a uma taxa consistente com materiais compostáveis conhecidos (por exemplo, celulose), sem  deixar nenhum resíduo tóxico. Para que um plástico possa ser chamado de compostável, três (3) critérios devem ser atendidos:

– Biodegradação: Decompor-se em água, dióxido de carbono e biomassa como ocorre, por exemplo, com a celulose (papel);

– Desintegração: O material é indistinguível do composto;

– Nenhuma Eco-toxicidade: A biodegradação não produz qualquer material tóxico e o composto produzido pode suportar o crescimento de plantas.

O plástico biodegradável é aquele que irá se degradar a partir da ação de microrganismos existentes em ambiente natural, tais como bactérias, fungos, etc, durante um período de tempo. Não há exigência quanto à geração de “resíduo tóxico” ou definição acerca do tempo despendido para a degradação.

5.Qual linha de produto eeCoo devo escolher para possibilitar maior redução do volume de plástico em aterros e lixões?

Em matéria de redução do volume de plásticos em aterros e lixões, a eeCoo dá o exemplo! Nossos produtos contribuem em uma redução media de 90% da quantidade de plásticos enviados aos aterros ou lixões.

No entanto, se a dúvida for entre os compostáveis ou biodegradáveis, a resposta rápida seria: devemos escolher os compostáveis, pois, como o próprio nome diz, podem ser compostados e, portanto, nem vão para aterros ou lixões.

Contudo, outros fatores devem ser levados em conta. Os produtos compostáveis, para que se degradem de acordo com as normas, devem ser recolhidos e direcionados para estações profissionais de compostagem, não sendo recomendada a compostagem caseira desses produtos, pois as proporções entre a matéria orgânica e a quantidade de plásticos compostáveis devem ser harmônicas para que os produtos possam se decompor no tempo adequado. Portanto, se não há uma estação de compostagem na sua cidade ou região, os produtos terminarão no aterro ou lixão, juntamente com o lixo comum (rejeito, na nomenclatura correta). Se considerarmos, ainda, que os produtos certificados como compostáveis tem um custo mais elevado em comparação com os produtos biodegradáveis, talvez valha mais a pena investir nestes últimos, uma vez que ambas destinações serão a mesma.

6.A compostabilidade dos produtos oferecidos pela eeCoo foi testada por fontes confiáveis?

A eeCoo oferece produtos de diversos fabricantes em seu catálogo, biodegradáveis e compostáveis. Os produtos oferecidos como compostáveis precisam ter a certificações EN 13432:2000 (Européia), ASTM D6400/D6868 (Americanas) ou ABNT 15448-2 (Brasileira) para que façam parte do catálogo da eeCoo, portanto, a compostabilidade dos produtos é atestada por meio de certificados.

7.Quanto tempo vai levar para que esses produto se decomponham?

Para os produtos chamados de biodegradáveis, não há uma determinação clara sobre o seu tempo de decomposição. O importante é que quando se decomponham, não liberem micropartículas de plástico e sim tenham suas moléculas quebradas tendo com produtos resultantes dióxido de carbono, água, componentes inorgânicos e biomassa. Já os produtos compostáveis, quando submetidos à estações de compostagem apropriadas devem se decompor em até 180 dias de acordo com as normas anteriormente citadas.

8.Qual é a vida útil de seus produtos?

Os produtos eeCoo são provenientes de diferentes materiais, mas em geral, não há uma data limite para armazenamento dos mesmos em estoque, pois não são produtos perecíveis. Os produtos devem ser armazenados em local fresco e seco.

9.Os produtos são certificados como produtos livres de Bisfenol A (BPA Free)?

Sim, os produtos oferecidos pela eeCoo são testados e aprovados pelo SGS-CSTC Standards Technical Services como produtos livres de Bisfenol A (BPA Free).

10.Quais as fontes renováveis mais comumente utilizadas na fabricação de bioplásticos?

Os principais produtos usados para a produção dos bioplásticos são o amido de milho, o bagaço de cana-de-açúcar, de mandioca ou o bambu.
Os produtos de amido de milho tem melhor escala de produção, usando processos de fabricação similares aos dos plásticos convencionais. Produtos à base de fibras como bagaço de cana-de-açúcar, mandioca ou bambu devido a sua menor maleabilidade, normalmente tem um processo mais lento de produção, o que termina por encarecer os mesmos. Produtos vegetais tem sido usado há bastante tempo para produção de plásticos tendo sido as primeiras matérias primas utilizadas na produção dos mesmos.

11.Qual é a diferença entre o produtos de PLA, produtos de bagaço de cana e amido de milho?

O PLA (polylactic acid ou ácido poliláctico) é um polímero constituido por moléculas de ácido láctico, resultado da fermentação de produtos ricos em amidos, como o milho e a mandioca. O PLA é um bioplástico transparente e com propriedades semelhantes às do tereftalato de polietileno (PET). Os produtos de bagaço são feitos de fibra de cana-de-açúcar residual (um resíduo da produção de açúcar). Os produtos de amido de milho, por sua vez, são feitos partir de um milho de segunda linha não destinado a alimentação. Produtos feitos a partir de PLA são mais indicados para líquidos e alimentos frios, enquanto os produtos de amido de milho e de bagaço podem ser usados com líquidos e alimentos quentes e frios, e são resistentes ao uso em micro-ondas e em lava-louças.

12.Todos os plásticos provenientes de plantas são biodegradáveis?

Nem sempre os plásticos provenientes de plantas/fontes renováveis são biodegradáveis. Existem plásticos convencionais como o PP (Polipropileno) feito a partir de plantas por exemplo.

13.Os copos da eeCoo podem ser utilizados mais de uma vez?

Sim. Podem ser reutilizados.

14.As embalagens podem ir no congelador ou microondas?

Vários dos produtos oferecidos podem ir ao congelador, microondas e lava-louças. Verificar na descrição de cada produtos se podem ser utilizados no congelador, microondas e lava-louças.

15.A eeCoo oferece seus produtos através de representantes comerciais?

No momento a eeCoo não oferece seus produtos através de representações comerciais mas trabalha com revendas. Se houver interesse em revenda de nossos produtos, por favor entrem em contato conosco via e-mail (comercial@eecoo.com.br), What’sApp ou deixando uma mensagem no próprio site no formulário de contato.

16.Como posso obter um orçamento dos produtos eeCoo?

Orçamentos e valores de produtos podem ser obtidos diretamente em nosso loja online. Ao clicar em um produto, selecione entre a opção pacote ou caixa. Em seguida, preencha a quantidade de pacotes ou caixas desejada, por exemplo, para adquirir 300 copos de 110 ml, escolher Pacotes de 50 unidades e preencher o valor 6 o campo quantidade.

Para simular o frete, clique em comprar para ser direcionado ao seu Carrinho de Compras. Digite o endereço com o CEP e receberá os valores das opções de envio via PAC ou SEDEX. Para proceder com a compra, clique em Finalizar Compra para que possa escolher a forma de pagamento.

Para grandes quantidades, sugerimos que entrem em contato conosco via e-mail (comercial@eecoo.com.br), What’sApp ou deixando uma mensagem no próprio site no formulário de contato.

17.Qual o tipo de pigmento usado nas colheres de sobremesa coloridas da Linha Casual?

Os pigmentos usados em nossos produtos da Linha Casual são aprovados por diversos organismos globais para embalagens de uso alimentício.

Os componentes são:
– Polifosfato de grau alimentício;
– Polioxietileno de grau alimentício.

18.Celíacos podem usar produtos feitos com bioplásticos produzidos a partir de amido de milho?

O milho é um alimento que naturalmente não contém glúten e, portanto, seguro para portadores da doença celíaca.

O amido de milho, a princípio, também é livre de glúten, no entanto, pode apresentar traços da substância, caso o milho seja processado em local onde também se processe farinha de trigo, aveia ou cevada.

Para a produção dos bioplásticos de amido de milho, cada fabricante  geralmente possuem vários fornecedores da matéria prima e cada lote pode ser feito com um ou mais fornecedores diferentes, desse modo é muito difícil rastrear a procedência de cada material feito a partir de bioplástico e, portanto, certificar-se de que os utensílios foram feitos com amido de milho livre de traços de glúten.

É importante lembrar que durante o processo de produção dos filmes de bioplástico há alterações químicas no amido de milho e suas moléculas não voltam a ser iguais às originais. No entanto, não há estudos suficientes que comprovem a liberação, ou não, de traços de glúten nos alimentos ou bebidas em contato com bioplásticos. A avaliação deve ser feita de acordo com a severidade da restrição pessoal ao contato com o glúten.

Desse modo, embora a probabilidade de contaminação por glúten em nossos produtos seja muito baixa, a eeCoo não pode garantir a completa  segurança do consumo de alimentos ou bebidas em nossos produtos por celíacos. Nesse caso, se você não quer correr riscos, a precaução é a melhor opção.

19.Os produtos eeCoo são registrados junto à Anvisa?

Conforme mencionado no próprio site da Anvisa (http://portal.anvisa.gov.br/embalagens), as embalagens em geral são isentas da obrigatoriedade de registro junto à Anvisa, de acordo com a Resolução RDC n. 27/2010, mas atendemos às exigências definidas nos regulamentos técnicos em vigor tendo produtos certificados internacionalmente de acordo com as normas usadas como referências pela Anvisa (FDA Norte Americano e Normas EN da Comunidade Européia).